História Econômica do Brasil

Uma das novas “editorias” do canal Marca Páginas será a de Economia Brasileira. Como disse no vídeo (Opinião de Segunda nº 20), estou seguindo a lista de leituras que fiz ao longo do curso de Ciências Econômicas da Unicamp.

Tenho em casa todas as ementas e programas dos cursos, porém, escolhi como uma “lista guia” ou “norteadora” a biografia indicada pelo Instituto de Economia para o processo seletivo de pós-graduação da casa. Os livros abaixo são da lista divulgada para o processo de 2019.

Estou estranhando a lista por achar que ela está menor que a dos anos anteirores, porém, logo faço complementos a ela. Afinal, como eu disse: essa é uma “lista guia” e não o roteiro dos vídeos. Acompanhe nossas redes sociais se quiser fazer uma leitura conjunta, assim podemos debater alguns temas com maior proximidade, combinado?

Abaixo copiei as litas das provas de História Econômica do Brasil e História Econômica Geral. Meu foco é na primeira parte, mas a segunda também está nos planos porque são autores importantes para entender o sistema e os processos globais. Quem se interessar, a bibliografia ainda conta com indicações de leituras para as outras áreas da pós do Instituto de Economia (só consultar diretamente no site por este link).

História Econômica do Brasil

FERNANDES, Florestan. A Revolução Burguesa no Brasil: ensaio de interpretação sociológica. 3.ed. Rio de Janeiro: Guanabara, 1987.

FREYRE, Gilberto. Casa-Grande & Senzala: Formação Da Família Brasileira sob o Regime Patriarcal. Rio de Janeiro: Record, 1992. FURTADO, Celso. Formação Econômica do Brasil. 34 ed. São Paulo: Cia da Letras, 2007.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. São Paulo: Cia das Letras, 1999.

NOVAIS, Fernando Antonio. Portugal e Brasil na Crise Do Antigo Sistema Colonial (1777- 1808). 6 ed. São Paulo: Hucitec, 1995. Introdução e Cap. 2. “Estrutura e dinâmica do Antigo Sistema Colonial”.

NOVAIS, Fernando Antonio. “Condições de privacidade na colônia”. In SOUZA, Laura de Mello e. História da Vida Privada no Brasil: cotidiano e vida privada na América Portuguesa. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

MELLO, João Manuel Cardoso de. O Capitalismo Tardio: contribuição à Revisão Crítica da Formação e do Desenvolvimento da Economia Brasileira. 10 ed. Campinas: IE/Unicamp, 1998.

PRADO Jr., Caio. Formação Do Brasil Contemporâneo. São Paulo: Brasiliense, 2000.

História Econômica Geral

BRAUDEL, Fernand. Civilização Material, Economia e Capitalismo: Séculos XV-XVIII. Vol. 2. Os jogos das trocas. São Paulo: Martins Fontes, 1996. DOBB, Maurice Herbert. A Evolução Do Capitalismo. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

HILFERDING, Rudolph. O Capital Financeiro. São Paulo: Nova Cultural, 1985.

HOBSBAWM, Eric. A Era Dos Extremos: O Breve Século XX (1914-1991) São Paulo: Cia das Letras, 1995.

HOBSBAWM, Eric. A Era das Revoluções (1789-1848). 25ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2009.

HOBSBAWM, Eric. A Era Dos Impérios (1875-1914). São Paulo: Paz e Terra, 1998.

KEYNES, J.M. “O fim do Laissez-Faire” in: SZMRECSÁNYI, T Keynes, John Maynard: Economia. São Paulo: Ática, 1978.

LÊNIN, Vladimir I. Imperialismo, fase superior do capitalismo. São Paulo: Global, 1987.

LUXEMBURGO, Rosa. A Acumulação do Capital. Volume II. São Paulo: Abril Cultural, 1984 .

MARX, Karl. O Capital – Crítica da Economia Política. Vol. I, tomos 1 e 2. São Paulo: Nova Cultural, 1988.

POLANYI, Karl. A Grande Transformação. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

WALLERSTEIN, Immanuel. O sistema mundial moderno – agricultura capitalista e as origens da economia mundo europeia no século XVI. Vol. I. Lisboa: Ed. Afrontamento, 1985

WEBER, Max. A ética protestante e o espírito do capitalismo. São Paulo: Pioneira, 1994.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *